Essa semana que passou, as duas únicas séries que eu venho acompanhando chegaram ao final de suas temporadas. LOST e Heroes apresentaram semana passada o último episódio de sua terceira e primeira temporada respectivamente. Mas fiquem tranquilos, pois tirando o fato do Sylar no final conseguir matar o Hiro (brincadeirinha), eu não pretendo postar nenhum spoiler. O meu foco aqui será outro…

Desde que consegui configurar meu router (DLINK 604G) para funcionar com o bitcomet sem que ele caia por excesso de conexões, minha “vida cibernética” se tornou muito mais fácil, não estou falando de pornografia (dugh!) e sim da rapidez com que as minhas tarefas de arquivos de lançamento semanais passaram a ser concluídas. Antes eram dias de sofrimento usando o eMule, esperando que o número de feeds aumentasse e aquele download do último episódio terminasse logo, pois o próximo já estava chegando. Nada contra a mula, depois que descobri a sua real utilidade: arquivos antigos (leia-se, versões antigas de CDs e vinis…), aprendi a minimizar os dias em que o PC dorme ligado.

Mas mesmo nessa época sofrida de eMule, uma coisa sempre me chamou a atenção: e a TV? bem, eu nem me considero mais uma pessoa privilegiada por ter uma TV no meu quarto… quando eu era mais novo isso sempre significou um certo status pra mim, talvez pelo fato de eu ser o único entre os meus amigos daquela época em que o pais não deixavam “comer vendo televisão”, um trauma que demorei anos para superar. Hoje ela fica aqui desligada o dia inteiro, ela fica tão esquecida que nem o controle remoto, famoso por sempre desaparecer, ousa mudar de lugar; fica aqui dia após dia parado ao lado dela.

É sério, nem pra ver o Jornal Nacional ela é ligada… quando eu lembro da existência dela, ligo apenas para tentar pegar os Simpsons na Fox. E mesmo quando consigo, passam alguns minutos e eu involuntariamente coloco ela no “mudo”, outra mania herdada de família, meu avô sempre assistiu à jogos de futebol no mudo, segundo suas sábias palavras: ele estava vendo o que estava acontecendo e não precisava de alguém gritando no ouvido dele, isso foi evoluindo e desde então, sempre que entravam os comerciais eu ligava o mudo. E agora? bem… agora, parece que nem quando está passando algo de interessante eu presto atenção.

E eu tenho a leve impressão de que eu não sou o único não…

Com a popularização de internet banda larga nas residências (sem chorôrô pra realidade brasileira, eu estou falando em escala mundial), e da proliferação de sites com arquivos torrents e suas variantes, a TV ficou em segundo plano pra uma parcela muito grande da sociedade. Portanto, excluindo aquelas pessoas multi-tarefas como meu irmão, que consegue jogar counter-striker, ouvir o CD da ivete sangalo e ver “malhação” ao mesmo tempo, a TV ficou jogada as traças e vem perdendo feio. Prova disso é que mesmo o programa mais tosco de TV hoje em dia, têm obrigatóriamente em sua programação alguma enquete online, e-mail para você mandar a sua opinião ou algo do gênero… da até pra eliminar uma pessoa que você nem conhece, de uma competição, que você não precisou nem de 5 minutos assistindo pra saber que é uma merda.

Já vi gente que gosta de chamar essas novas formas de interação com o público de “evolução dos meios de comunicação”, não deixa de ser… mas pra mim isso soa como uma forma desesperada de chamar a atenção; eu acho que os “telespectadores” ainda existirão por muito tempo, muitos dos maiores sucessos do youtube ainda são programas de TV que foram ripados e upados por lá, porém essa “nova forma de interação” demonstra quem vai sobrar no final.

E os direitos autorais? Bem, algumas séries como LOST têm total apoio de seus produtores para serem disponibilizadas pelo meio digital, não precisa ser um gênio dos negócios para saber ganhar dinheiro assim. Infelizmente, isso ainda é uma posição isolada, muitas organizações ainda preferem investigar e processar seus clientes do que atender suas exigências. Mas isso, assim como a TV, deve sofrer algumas mudanças, ou então Darwin cuidará delas.

Enquanto isso, vou esperar até que LOST e Heroes retornem lendo um bom livro ;)

PS: Recomendo o eztv para baixar suas séries de TV favoritas.

Advertisements