Para quem não ta ligado por dentro da “cena”

Desde abril o FBI, a divisão de internet do FBI (FBI Cyber Division), o departamento de justiça norte americano e o Departamento de Crimes Computacionais e Propriedade Intelectual (CCIPS) da Divisão criminal da Interpol começaram uma operação secreta contra grupos de “pirataria”. Principalmente os grupos direcionados aos lançamentos (releases) de jogos.

Dos grupos que são alvos da operação os principais são Fairlight (FLT), KALiSTO, ECHELON, CLASS (CLS) e DEViANCE.

Sendo que os que ainda estão ativos são somente DEViANCE (desde 1999), ECHELON (desde 2000) e Fairlight (desde 1987). O foco principal destes grupos são/eram os jogos de PS2 e computador, com destaque para os releases do ECHELON e do KALiSTO no ps2 e dos de pc com o DEViANCE.

E agora, os grupos de releases musicais (MP3) estão mais uma vez na mira. Principalmente o pessoal do Apocalypse Production Crew (aPC).

A operação FastLink efetuou a sua ultima condenação no dia 15 de maio do cidadão norte americano Christopher E. Eaves, 31 anos, de Iowa Park no Texas. Ele se considerou culpado da acusação de conspiração para cometer violação de direitos autorais. Admitindo que ele tinha sido um membro ativo e fornecedor de pre-lancamentos musicais em formato MP3 para o grupo aPC.

O Sr. Eaves agora enfrentará 5 anos de prisão e uma multa de 200,000 dólares e depois disso 3 anos de liberdade supervisionada.

Alem das 50 condenações a operação FastLink conseguiu mais de 120 mandados de busca em 12 países; a confiscação de centenas de computadores e a remoção de mais de 50 milhões de dólares de mercadorias “ilegais”.

Eu sei que a noticia é velha (2 meses) mas isso é só para lembrar a todos que por trás das coisas que nós baixamos, usamos e usufruimos de maneira “gratuita” existem pessoas reais que estão sendo presas, julgadas e condenadas em muitos países. Vale a pena dar um pouco mais de valor aos torrents e arquivos que baixamos e sempre se lembrar de compartilhar. Não custa nada deixar fazendo upload daquele filme que você baixou para que outros possam baixar também.

E contribuam!!! Não dêem dinheiro para a REAL pirataria, a pirataria que é uma máfia, que mata, contrabandeia, rouba e lucra com algo que é de graça! Nao compre software, filmes, cds, e jogos na “feirinha”. Com a banda larga hoje temos o mundo nas mãos, tudo que você quer pode ser baixado.

Ajude a botar na cadeia ou falir os verdadeiros piratas, aqueles que LUCRAM com isso tudo. Pois quem realmente faz isso, faz porque gosta, nenhum desses grupos são de pessoas ricas ou que ficam milionárias com a “pirataria”. SÃO pessoas como nós que tem um contato, um dom, ou tempo livre para fazer isso que todos nós hoje em dia temos acesso, não importando onde você está na “cadeia alimentar” da cena.

Se você é um ripper de um grupo famoso, o courier de um FXP bombado, o publisher de um XDCC de irc, o staff de um site de torrent da cena, ou um mero usuário que baixa suas coisas do mininova. Todos são beneficiados.

Vamos deixar claro para a indústria que não é porque baixamos e compartilhamos nossos arquivos que somos criminosos ou piratas. Eu mesmo tenho uma lista com 40 dvds que eu gostaria de ter ORIGINAIS mas não posso compra-los todos de uma vez, mas tento comprar pelo menos 1 por mês. E assim aumentar minha coleção.

Se não fosse por causa da vulga “pirataria” eu não teria conhecido as milhares de bandas de todo mundo que eu conheço hoje, simplesmente porque os cds deles não chegam aqui. Eu não teria conhecido os vários filmes europeus (espanhóis, franceses, ingleses, alemães) e muito menos os filmes do circuito low budget americano. Porque estes filmes não passam no cinema aqui, não vendem seus dvds aqui e nem são COMENTADOS aqui.

Bem é isso ae galera, escrevi isso só para muitos ficarem ligados, que o BURACO é mais embaixo e para quem está na ponta da corda parece que tudo é simples, rápido e fácil e grátis! Enquanto tem gente pagando com a vida ou parte dela simplesmente por compartilhar com o mundo a informação.

Por: zug0 – TorrentLeech Staff

Advertisements